Há quatro décadas, reportando de São Paulo para o mundo

FAÇA PARTE DA ACE

A ACE é uma associação sem fins lucrativos criada para dar apoio ao trabalho de jornalistas estrangeiros sediados em Brasil. Mais de 30 nacionalidades já passaram pela associação, entre jornalistas que

Em 2015, reuniu 63 associados efetivos, de 23 nacionalidades, que trabalhavam para a mídia de 21 países de Europa, Asia e América.

Você mora no Brasil e trabalha para a mídia estrangeira? Junte-se a nós!

Como se tornar um membro da ACE: 

1. Realize o seu depósito na conta da associação:
Banco: Itaú
Agência: 0183
C/C: 75756-6
CNPJ: 07.852.386/0001-09
Nome: ASSOCIACAO C E ACE

2. Nos envie o comprovante por e-mail:

tesoureiro@correspondentes.org.br
Assunto: COMPROVANTE ACE 2018-2019

3. Nos envie os seguintes dados:
• Nome Completo
• Número do documento
• (RNE/Passaporte/CPF..)
• País de Origem
• Foto para a carteirinha

4. Aguarde a chegada da sua carteirinha!

 

Modelo da carteirinha

 

Como membro da ACE você tem direito a:

– Participação nas nossas entrevistas coletivas, viagens e eventos sociais;
– Carteirinha de imprensa da ACE;
– Acesso completo ao nosso novo website com as últimas informações;
– Inclusão no nosso mailing, com lançamentos interessantes;
– Participação nas assembleias e um voto nas atas e eleições;
– Descontos para atividades culturais e cursos na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP)

Valor de anuidade

Correspondentes em São Paulo ……………………. R$ 180

Correspondentes fora de São Paulo ………………. R$ 90

Correspondentes no Rio de Janeiro: contate os nossos colegas de www.acie.org.br

 

Ponte Rio – São Paulo

As Associações de Correspondentes do Rio de Janeiro e de São Paulo formalizaram um acordo de cooperação na forma de participação dos associados em ambas as instituições.

1) Correspondentes estrangeiros devem se associar à associação presente na sua cidade de residência, seja São Paulo ou Rio de Janeiro;

2) Membros residentes em outros estados poderão pagar metade da anuidade, R$ 90,00 (noventa reais) por ano, para receber às informações e atividades das duas associações  (coletivas organizadas, viagens, cafés da manhã…)

3) O valor da anuidade dará o direito de receber a carteirinha da associação de São Paulo.

Contato ACIE – Rio de Janeiro: com acie@acie.org.br

Contato ACE – São Paulo: contato@correspondentes.org.br

Rio de Janeiro/São Paulo, 28 de agosto de 2018.

SUA MENSAGEM





A seleção VIP da imprensa estrangeira

A seleção VIP da imprensa estrangeira
abril 16, 2016 ACE

Por Katy Sherriff (*)

A presidenta da República do Brasil Dilma Rousseff visitou na sexta-feira, 8 de abril, o Parque Olímpico juntos com o prefeito Eduardo Paes do Rio de Janeiro. Um momento extremamente interessante para a imprensa estrangeira nas vésperas das Olimpíadas. Mas, como na maioria desses eventos com presença do máximo poder democrático, a imprensa só foi informada por e-mail no final da tarde do dia anterior.

Surpreendente é que os membros das associações de correspondentes estrangeiros em São Paulo e no Rio já foram convidados para visitar o Parque Olímpico só quatro dias antes dessa visita tão importante. Só um porta-voz técnico falou com os jornalistas no local. A assessora enfatizou que não poderiam ser feitas perguntas críticas sobre a atual crise política e econômica porque ‘não cabe a esse porta-voz responder’. Ninguém da prefeitura no Rio de Janeiro nos avisou que iria ter o prefeito e a presidenta final da mesma semana no mesmo local a quem deveríamos fazer essas perguntas.

O ‘convite aberto’ para acompanhar a visita do prefeito com a presidenta em cima da hora reafirma a ignorância perpétua com que o poder executivo brasileiro vem tratando grande parte da imprensa estrangeira presente no país. As associações de correspondentes da imprensa estrangeira do Rio de Janeiro (ACIE) juntos com São Paulo (ACE) tentaram organizar essa visita há muitos meses.

No nível federal, a ACE e ACIE estão tentando organizar entrevistas coletivas com a chefe do Estado, Dilma Rousseff, e o seu antecessor Luiz Inacio Lula da Silva desde o ano passado. Recentemente lemos na imprensa brasileira a respeito de ‘encontros exclusivos’ com ‘a imprensa estrangeira’. Ninguém relatou da ‘seleção VIP’: só correspondentes dos maiores poderes midiáticos foram convidados às coletivas. As associações oficiais da imprensa internacional em São Paulo e do Rio de Janeiro não foram avisadas.

Essas associações são formadas na maior parte por correspondentes autônomos que residem no Brasil por escolha própria. Profissionais vindo de todos os cantos do mundo trabalham para jornais, rádios e televisões nacionais nos seus países de origem. Infelizmente o trabalho dessas migalhas jornalísticas não é valorizado pelo poder executivo brasileiro. Prefere dar a cereja do bolo aos veículos internacionais com mais peso – e ignora o resto.

É fundamental para uma democracia madura manter o diálogo com toda a imprensa estrangeira, sobretudo nesses tempos conturbados em que fica difícil explicar o que está acontecendo no país. Já recebi vários e-mails de brasileiros morando na Holanda preocupados com as notícias sobre o Brasil na imprensa holandesa. Sentem falta da perspectiva do governo. Mas como eu vou levar a sério um poder executivo que não presta atenção para mim, uma das pequenas vira-latas jornalísticas internacionais?

Não é anticonstitucional essa seleção VIP. Claro que o poder executivo pode fazer isso. Mas uma seleção persistente da imprensa é ruim para qualquer democracia. Por isso, Vossa Excelência presidenta Dilma Rousseff, espero receber uma ligação da sua assessoria de imprensa em breve para confirmar um novo encontro, essa vez com toda imprensa internacional. Não esqueça dos meus colegas por favor.

 (*) Correspondente de Business News Radio, VRT, VPRO, De Tijd e Het Financieele Dagblad. Mora no Brasil desde 2012.

Comments (0)

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*