Há quatro décadas, reportando de São Paulo para o mundo

FAÇA PARTE DA ACE

A ACE é uma associação sem fins lucrativos criada para dar apoio ao trabalho de jornalistas estrangeiros sediados em Brasil.

Em 2015, reúne 63 associados efetivos, de 23 nacionalidades, que trabalham para a mídia de 21 países de Europa, Asia e América.

Você mora no Brasil e trabalha para a mídia estrangeira? Junte-se a nós!

Como membro da ACE você tem direito a:

– Participação nas nossas entrevistas coletivas, viagens e eventos sociais;
– Carteirinha de imprensa da ACE;
– Acesso completo ao nosso novo website com as ultimas informações;
– Inclusão no nosso mailing, com lançamentos interessantes e nosso Newsletter quinzenal;
– Participação nas assembleias mensais e um voto nas atas e eleições;
– Descontos para atividades culturais.

Valor de anuidade

Correspondentes em São Paulo ……………………. R$ 360

Correspondentes fora de São Paulo ………………. R$ 180

Correspondentes em Rio de Janeiro: contate os nossos colegas de www.acie.org.br

 

Ponte Rio – São Paulo

As Associações de Correspondentes do Rio de Janeiro e de São Paulo formalizaram um acordo de cooperação na forma de participação dos associados em ambas as instituições.

1) Correspondentes estrangeiros devem se associar à associação presente na sua cidade de residência, seja São Paulo ou Rio de Janeiro;

2) Membros associados poderão pagar um valor simbólico de R$ 50,00 (cinquenta reais) por pessoa por ano, para também ter acesso às informações e atividades da associação da outra cidade. Tal como: acesso às informações por e-mail, coletivas organizadas, viagens, cafés da manhã, uso eventual da sede da associação como espaço de trabalho e etc.;

3) O valor simbólico não dará o direito de receber a carteirinha da outra associação;

4) Membros de fora de São Paulo ou Rio de Janeiro (capital) poderão escolher onde se associar com um desconto de 50% no valor da anuidade;

5) Os associados que por ventura estejam associados em uma cidade que não seja a de sua residência deverão fazer a migração a partir de janeiro de 2016;

6) Aqueles que desejarem participar de ambas as instituições poderão fazê-lo através do pagamento integral da anuidade (com direito a carteirinha).

7) Os membros da ACE que têm interesse em se associar no Rio pra o valor simbólico, podem entrar em contato com acie@acie.org.br. Os membros da ACIE podem entrar em contato com tesoureiro@correspondentes.org.br.

Rio de Janeiro/São Paulo, 01 de outubro de 2015.

SUA MENSAGEM





De beijos de Edinho Silva a coletes salva vida: um ano a frente da ACE

De beijos de Edinho Silva a coletes salva vida: um ano a frente da ACE
junho 21, 2016 Katy Sherriff

Era quase Natal quando recebi do Itamaraty um convite para um encontro da ACE com (o então ministro da comunicação) Edinho Silva. No evento ganhei um beijo dele e a promessa de um diálogo melhor e mais frequente com a imprensa estrangeira em São Paulo. Tinham se passado quatro meses desde a primeira conversa com seu interlocutor, Carlos Villanova. As coisas não são rápidas.

Quer dizer. Depende. A nossa expulsão pelo Estado de São Paulo da nossa sede na rua Boa Vista foi muito rápida! Só tinha tempo para encher as caixas de papelão e encontrar um lugar para as mesas e cadeiras órfãs.

Já o diálogo depois com a prefeitura de São Paulo (para encontrar uma nova sede) parecia muito promissor. Na Praça das Artes! Mas depois de vários encontros e agora chegando ao final do mandato do prefeito Haddad, precisamos concluir que a vontade estava lá, mas faltou a realização.

Conclusão (óbvia): não pode depender de um/a político/a. Lembrem a ‘seleção da imprensa’ por parte da presidente Dilma e depois do Instituto Lula?

Por isso resolvemos de nos auto salvar! Como? Com a fantástica proposta da associada Katy Sherriff para produzir coletes para enfrentar os protestos e a violência da polícia brasileira. Foi um mega sucesso entre os associados. Não raramente se vê colegas com o verde luminoso e as palavras Imprensa Internacional nas ruas de São Paulo.

Também chamamos outras pessoas e entidades para as coletivas: do Guilherme Boulos (liderança do MTST) ao economista Ricardo Sennes e o Ilan Goldfajn, chefe economista do Itaú e agora presidente do Banco Central. Recebemos também as lideranças da União Nacional dos Estudantes.

Graças a hospitalidade dos turcos (representados na ACE através da pessoa Kamil Ergin) nos viramos bem sem sede própria. Estamos começando novas parcerias.

Mas também precisamos de sangue novo dentro da ACE! Precisamos da participação de vocês nas reuniões para entender melhor o que mais precisamos realizar dentro da ACE. Precisamos também mostrar mais a nossa cara para a sociedade e nos fortalecer como grupo. Para começar: vamos nos reunir no dia 21 de julho, pouco antes dos Jogos Olímpicos? Local: Bar Tubaína, às 19h.

Forte abraço,

Stijntje Blankendaal, presidente da ACE