Há quatro décadas, reportando de São Paulo para o mundo

FAÇA PARTE DA ACE

A ACE é uma associação sem fins lucrativos criada para dar apoio ao trabalho de jornalistas estrangeiros sediados em Brasil. Mais de 30 nacionalidades já passaram pela associação, entre jornalistas que

Em 2015, reuniu 63 associados efetivos, de 23 nacionalidades, que trabalhavam para a mídia de 21 países de Europa, Asia e América.

Você mora no Brasil e trabalha para a mídia estrangeira? Junte-se a nós!

Como se tornar um membro da ACE: 

1. Realize o seu depósito na conta da associação:
Banco: Itaú
Agência: 0183
C/C: 75756-6
CNPJ: 07.852.386/0001-09
Nome: ASSOCIACAO C E ACE

2. Nos envie o comprovante por e-mail:

tesoureiro@correspondentes.org.br
Assunto: COMPROVANTE ACE 2018-2019

3. Nos envie os seguintes dados:
• Nome Completo
• Número do documento
• (RNE/Passaporte/CPF..)
• País de Origem
• Foto para a carteirinha

4. Aguarde a chegada da sua carteirinha!

 

Modelo da carteirinha

 

Como membro da ACE você tem direito a:

– Participação nas nossas entrevistas coletivas, viagens e eventos sociais;
– Carteirinha de imprensa da ACE;
– Acesso completo ao nosso novo website com as últimas informações;
– Inclusão no nosso mailing, com lançamentos interessantes;
– Participação nas assembleias e um voto nas atas e eleições;
– Descontos para atividades culturais e cursos na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP)

Valor de anuidade

Correspondentes em São Paulo ……………………. R$ 180

Correspondentes fora de São Paulo ………………. R$ 90

Correspondentes no Rio de Janeiro: contate os nossos colegas de www.acie.org.br

 

Ponte Rio – São Paulo

As Associações de Correspondentes do Rio de Janeiro e de São Paulo formalizaram um acordo de cooperação na forma de participação dos associados em ambas as instituições.

1) Correspondentes estrangeiros devem se associar à associação presente na sua cidade de residência, seja São Paulo ou Rio de Janeiro;

2) Membros residentes em outros estados poderão pagar metade da anuidade, R$ 90,00 (noventa reais) por ano, para receber às informações e atividades das duas associações  (coletivas organizadas, viagens, cafés da manhã…)

3) O valor da anuidade dará o direito de receber a carteirinha da associação de São Paulo.

Contato ACIE – Rio de Janeiro: com acie@acie.org.br

Contato ACE – São Paulo: contato@correspondentes.org.br

Rio de Janeiro/São Paulo, 28 de agosto de 2018.

SUA MENSAGEM





HISTÓRICO

Antes de ser criada como pessoa jurídica em 2005, a ACE desenvolveu atividades por mais de 30 anos.

ANOS 1970-80

Sua história se remonta a 1977, quando um grupo de treze jornalistas reuniu-se na casa da então correspondente da BBC Jan Rocha para formar a Sociedade da Imprensa Estrangeira em São Paulo (SIESP).

Rocha integrou junto com Stan Lehman (UPI) e Denise Fon (Euromoney) um comitê executivo para dirigir as atividades da SIESP, com destaque para as coletivas com Tancredo Neves e Fernando Henrique Cardoso, dentre outras personalidades.

No final dos anos ’80, Rick Turner (The Independent) se tornou líder do grupo, que passou a ser conhecido como Clube dos Correspondentes de São Paulo.

ANOS 90

No início da década de 1990, o grupo adotou o nome de Associação dos Correspondentes Estrangeiros de São Paulo.

Em 1993, Jan Rocha assumiu como presidente da ACE e adotou uma mensalidade. Seus sucessores Mario Krasnob (Télam) e Candace Piette (BBC) terceirizaram o trabalho administrativo e o então tesoureiro, Jonathan Wheatley, colocou as contas em ordem.

Em 1995, Bill Hinchberger (Brazilmax.com) assumiu a presidência e solidificou as melhorias administrativas, recrutou mais sócios, criou o primeiro website da ACE e ampliou os contatos com lideranças políticas.

Em 1999, Verónica Goyzueta (Tiempos del Mundo) e Thierry Ogier (Les Echos) assumiram a direção.

ANOS 2000

Em 2003, a ACE lançou o seu primeiro livro (Guerra e Imprensa. Um olhar crítico sobre a cobertura da Guerra do Iraque), com prólogo do jornalista brasileiro Heródoto Barbeiro e textos de doze correspondentes.

Em 2004, Goyzueta assumiu a presidência com Thomas Milz como vice-presidente e um grupo formado por Kieran Gartlan, Carlos Turdera e Elizabeth Johnson. Essa formação organizou coletivas com autoridades e personalidades brasileiras, como os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Lula da Silva, e a posterior presidente Dilma Rousseff, quando era ministra de Minas e Energia.

Em 22 de setembro de 2005, foi realizada na sede do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo a assembleia constitutiva, aprovação dos estatutos, eleição e posse do primeiro Conselho Deliberativo e Fiscal da Associação dos Correspondentes Estrangeiros – ACE como associação civil, sem finalidades lucrativas.

Para comemorar os seus 30 anos de vida, a ACE realizou em 2007 um jantar na Casa de Portugal para 350 convidados, entre jornalistas, empresários, apoiadores e representantes da mídia brasileira.

Em 2008, lançou-se o livro comemorativo O Brasil dos correspondentes, com prólogo do jornalista brasileiro Alberto Dines e artigos de 28 correspondentes. Neste período, o quadro de associados chegou a ter 120 membros.

Em 2009 a ACE elegeu como presidente Roberto Cattani (Ansa), que organizou uma coletiva com a então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.

ANOS 2010

Em 2012, foi eleito presidente Pablo Giuliano (Ansa), quem formou diretoria com Andrew Downie (Reuters), Verónica Goyzueta, Ali Rocha, Nick Story e Matthew Cowley.

Sob esta gestão, a ACE passou a ocupar, em 2014, uma sala cedida pelo Governo do Estado de São Paulo no centro histórico da cidade (Rua Boa Vista, 150).

Em 2015, foi eleita uma diretoria formada por Stijntje Blankendaal (Holanda) como presidente, Marie Naudascher (França) vice-presidente e Sandra Korstjens (Holanda) tesoureira.

Com o apoio de um comitê executivo formado por Katy Sherriff (Holanda), Carlos Turdera (Argentina) e Kamil Ergin (Turquia), essa diretoria assumiu o compromisso de atingir os objetivos do seu manifesto no período de 2015-2018.

ANO 2018

Em março de 2018, Nathália Matos, estudante de jornalismo da ESPM-SP, entrou na associação para dar suporte na administração e comunicação com os membros.

No fim do mês de julho de 2018 foi votada a nova chapa da ACE, a qual manteve Marie Naudascher como presidente e Veronica Goyzueta como vice-presidente. O novo tesoureiro Thomas Patrick Hennigan (Irlanda) foi anunciado e substituiu Sandra Korstjens (Holanda).

Atualmente a ACE não possui mais uma sede fixa.

PRESIDENTES ANTERIORES

2005-2009

Verónica Goyzueta


2009-2012

Roberto Cattani


2012-2015

Pablo Giuliano


2015-2018

Stijntje Blankendaal

Marie Naudascher


2018-2021

Marie Naudascher